Enviar
 
Entrevistas
ENTREVISTA CEDIDA PELA DRA. MARIA HELENA VILLAR - CONFIRA

   Titulação:
Nutricionista pela Faculdade de Saúde Pública (USP);Economista Doméstica -Opção em Nutrição e Alimentos (Purdue University- USA); Livre Docente em Nutrição Social (UFF); Curso Livre de Nutrição e Saúde Pública- Certificado de Habilitação nas Provas Finais-FHSP/USP; Técnica em Alimentação - Escola Técnica "Carlos de Campos"- São Paulo


Entrevista:

1ª. Quais os motivos que a levaram a escolher Nutrição como profissão?

A decisão para escolha da Nutrição como profissão está relacionada ao fato de ser formada em Técnica em Nutrição e Dietética; ter iniciado seu trabalho no SESI/ Divisão de Alimentação/Cozinha Distrital de Santos-SP, quando tomou conhecimento de um Curso de Nutrição na USP, o primeiro em São Paulo, e que o SESI estava oferecendo bolsa de estudos. Resolveu fazer o vestibular da USP, e, em 1950,recebia o diploma de Nutricionista. No seu retorno ao SESI, foi transferida, a seu pedido, para a Divisão de Melhoria da Saúde-Subdivisão de Estudos e Educação para a Saúde, tendo se aposentado em 1991, como Chefe dessa Subdivisão.

2ª. Quais suas áreas de atuação e quais as mudanças mais significativas que você pode perceber no decorrer dos anos?

Áreas de Atuação e Atividades

a) Educação
No SESI-Divisão de Melhoria da Saúde-Subdivisão de Estudos e Educação para a Saúde: tomou parte da instalação e funcionamento de Centros de Aprendizado Doméstico como Chefe, contando com equipe de supervisão formada de profissionais de formação universitária: educadora sanitária, nutricionista, economista doméstica e assistente social, bem como de professoras de artesanato e de corte e costura, para supervisão das equipes dos Centros de Aprendizado Doméstico instalados na Capital e Interior de São Paulo, chegando até ao número de quarenta e duas Unidades. A equipe de cada Centro era composta de profissionais com a mesma formação dos membros de supervisão da Subdivisão, acrescentando-se as técnicas de nutrição e dietética, as de técnicas de artesanato e de corte e costura. O objetivo dessas unidades era, principalmente, o ensino prático e teórico, através das aulas de todos os cursos ministrados pelas suas equipes, e oferecidos, gratuitamente a mulheres de todas as idades e a crianças.

b) Nutrição Clínica

Na Santa Casa de Misericórdia de Santos/SP-: reimplantou e coordenou os trabalhos da Unidade de Nutrição.
No Hospital e Pronto Socorro Paulista: implantou e coordenou a Unidade de Nutrição.

c) Alimentação de Coletividades Sadias
Fez parte do corpo de funcionários da Cozinha Distrital de Santos/SESI-SP, como encarregada das provisões, e pela supervisão e orientação da equipe responsável pelo preparo e distribuição das refeições e de sua distribuição, através de "marmitões", às empresas da cidade.
Foi chefe do Serviço de Alimentação dos funcionários do Laboratório Fontoura, instalado no bairro do Brás-São Paulo.

d) Magistério Superior
Curso de Graduação de Nutricionistas-USP: Docente da disciplina Técnica Dietética III- Estudo Experimental dos Alimentos, por 10 anos.
Curso de Graduação de Nutricionistas- Universidade Anhembi Morumbi: Coordenadora do Curso, de 1993 a 2004.
Curso Superior de Especialização em Gastronomia-aberto na mesma-Universidade Anhembi Morumbi, criando, implantando, coordenando e ministrando aulas no Curso "Padrões Gastronômicos".

e) Área de Educação do Consumidor:
Fez parte da criação e funcionamento da Coordenadoria e Orientação do Consumidor -CODECON do Ministério da Agricultura, com equipe central de nutricionista, advogado e economista, além de visitadores de campo, responsáveis pela coleta de preços, levantamento do prazo de validade e higiene dos alimentos expostos nos balcões dos pontos de venda de feiras e supermercados, para orientação do consumidor pela sua equipe central, através dos meios de comunicação de massa.
Teve programa diário de educação do consumidor, por um ano, na Rádio Capital; e atendimento das Emissoras de rádio e televisão- Gazeta, Record e Bandeirantes, para orientação do consumidor, em seus programas de rádio e televisão.

f) Atividades Associativas:
Foi Presidente da ANUSP, hoje APAN, quando efetuou a compra de sua primeira sede. Foi Presidente da FEBRAN, hoje ASBRAN e adquiriu a sua primeira sede em Brasília. Foi Membro do Conselho Federal de Nutricionistas, e responsável pela compra da sua primeira sede em Brasília, e, membro do Plenário do CRN3-São Paulo; foi Presidente da CONFELANYD- Confederação Latino Americana de Nutricionistas e Dietistas, e do 6º. Congresso Latino Americano, que, em 1980, realizou seu evento em São Paulo. Como representante da FEBRAN, foi Coordenadora do Comitê Internacional das Associações de Dietética, e, responsável pela realização do 8º. Congresso Internacional de Dietética-São Paulo, em 1980.
Participou ativamente do Reconhecimento pelo MEC dos Cursos de Nutrição, e da criação do Conselho Federal de Nutricionistas e seus Conselhos Regionais.

g) Outras atividades profissionais:
No Ministério da Saúde- tomou parte ativa do 1º. GETNIAM-Grupo Técnico de Incentivo ao Aleitamento Materno; dos trabalhos da Comissão Intersetorial de Alimentação e Nutrição/Comissão Nacional de Saúde. foi participante do grupo responsável pela elaboração do documento para o primeiro PRONAN-INAN, em 1972.
Fez a revisão técnica de livros da área da Nutrição e Educação Sanitária da Editora ROCA; redigiu o Capítulo sobre Gastronomia do livro "Alimentação, Nutrição e Dietoterapia" de autoria de Sandra Chemin e Joana D'Arc Pereira Nomura. Participou de inúmeras comissões, grupos de trabalho, e de outras atividades, sempre do interesse e dos objetivos da profissão. Participou do grupo de nutricionistas , liderado por Liezellote Ornelas , para redação do livro sobre o histórico do Nutricionista no Brasil. Redigiu o livreto "ABC da Nutrição" publicado pela Nestlé.

3ª. Lembrar alguma passagem de sua história, que conte um pouco da sua trajetória na profissão.

Passagem interessante,da vida profissional ou melhor, a surpresa, que entre outras é lembrada: A inclusão da FEBRAN como Membro do Comitê Internacional das Associações de Dietética que teve origem no anúncio, na revista da Associação Americana de Dietistas, do 6º. Congresso Internacional de Dietética em Washington-Estados Unidos, quando preencheu e enviou à Secretaria do Congresso, incluindo a taxa de inscrição, em nome da APAN. A resposta da Secretaria do Congresso foi imediata. E aí estava a surpresa: com a inscrição, veio a informação do direito de duas vagas oficiais para representantes do Brasil. Com isso, o Brasil se tornava um dos sete membros que formam o Comitê Internacional das Associações de Dietética. Do acordo entre a APAN e FEBRAN ,foram indicadas as colegas Liezelotte H.Ornellas, para exercer a função de votante para o 7º.Congresso, e Olga Laskani. Na eleição pelo opaís, venceu a Alemanha. Em 1977, na realização desse Congresso , se deu a votação dos sete elementos do Comitê citado acima, vencendo o Brasil para realização do futuro congresso. Em 1980, se realizava, em São Paulo, com sucesso, o 8º. Congresso Internacional de Dietética.

4ª. Aonde a ciência da Nutrição pode chegar?

Não há limites, para o presente e futuro da ciência de Nutrição, pois os pesquisadores, entre eles nutricionistas, vêm apresentando seus trabalhos. Dentre elas, as pesquisas de Nutrigenética já começou a mostrar a sua importância na nutrição humana ,o que deve ser olhado com atenção pelos profissionais da área, principalmente para a prescrição de dietas.

5ª. Entidades da classe dos Nutricionistas

Três entidades ligadas ao Nutricionista, têm objetivos claros que precisam ser conhecidos não só pelos nutricionistas já formados, como pelos estudantes de Nutrição, pois suas finalidades são claras para que os profissionais a elas ligados tenham sucesso durante o desempenho de suas atividades. São: o Conselho Federal e os Regionais de Nutricionistas, a Federação Nacional de Nutricionistas e seus Sindicatos Estaduais; por último, mas não menos importante, a ASBRAN e suas Associações Estaduais.

O Conselho Federal e seus Regionais são responsáveis, pela fiscalização do exercício profissional, com autoridade para punir os profissionais que fujam ao cumprimento de suas normas, punição essa que vai de uma simples advertência até a cassação do título de nutricionista.

A Federação e seus Sindicatos, sendo um exemplo desses sindicatos o SINESP, respondem pela atenção devida pelos empregadores de nutricionistas e técnicos de nutrição e dietética, quanto às regras do Ministério do Trabalho no que se refere a horário de trabalho, salários e pagamentos devidos, acidentes de trabalho, etc.

A Associação Brasileira da Nutrição, a ASBRAN e suas filiadas estaduais, tendo como exemplo, em São Paulo, a APAN- Associação Paulista de Nutricão, são os órgãos responsáveis pela oferta de atividades técnico-científicas para atualização dos seus associados no campo científico e prático da nutrição e alimentação e culinária, na instalação e administração dos serviços de alimentação. Seu objetivo é alcançado através dos meios de comunicação de massa, por publicações e correspondência; por palestras e reuniões, além de congressos, seminários e cursos; pelo atendimento pessoal dos seus associados.

6ª. A Nutrição é ainda uma profissão do futuro ou já é do presente?

A Nutrição é uma profissão de hoje, amanhã e sempre, pelo objetivo principal da sua existência: a saúde do Homem através da sua alimentação.

7ª. A Mensagem de Maria Helena Villar para Nutricionistas e estudantes:

"O diploma não basta para o sucesso do profissional A atualização da ciência da Nutrição, bem como da Dietética, deve ser, obrigatoriamente constante, além da responsabilidade profissional, e respeito, no atendimento da sua clientela; na prática da ética no tratamento e respeito a seus clientes e a outros profissionais, garantindo a sua vitória e sucesso no desenvolvimento de seu trabalho".

................................................................................................................................

Em tempo: A maioria das atividades profissionais de Maria Helena Villar só foi possível graças ao seu trabalho de meio período durante o tempo em que foi funcionária no SESI (1948 a 1991).

São Paulo, 29 de Outubro de 2014

Maria Helena Villar, CRN3-0021.

       
  Institucional Congressos Cursos Benefícios Notícias Produtos APAN  
  • A associação • Congressos APAN • Cursos APAN • Descontos para associados  
  • Membros APAN • Congressos Parceiros • Cursos Parceiros • Parceiros  
  • Sua História é nossa história • Cadastro  
  • História APAN 1954 a 2014 • Fotos  
• Linha do tempo APAN  
• Acervo de fotos  
  Av. Pacaembu, 746 - 10º Andar
Barra Funda - São Paulo - SP
CEP: 01234-000
Atendimento:
Das 13:00h às 18:00h
apanutri@apanutri.com.br
Telefones:
Tel.: (11) 3255.2187
 
Corpyright © 2013 - Associação Paulista de Nutrição. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por IZ3